Operação suicida – massacre em Metz

O livro “Operação suicida – massacre em Metz” é uma obra de ficção de guerra, ambientada na Segunda Guerra Mundial, tendo como pano de fundo a Batalha de Metz, cidade da região da Lorena francesa, então sob o domínio alemão.

Nessa obra, o autor insere sua ficção no contexto da luta travada pelo III Exército/EUA, comandado pelo General George Patton, contra os alemães, que barravam sua arremetida contra a Linha Siegfried e o coração da Alemanha.

Essa ação defensiva era centrada no Forte Driant, construído em 1902 pelos próprios alemães, que haviam tomado a Lorena em 1871. Esse baluarte situava-se a oeste do Rio Mosela e da cidade, sendo o principal de uma série de fortes que constituíam a linha alemã, naquele momento da guerra.

Fort Driant – Metz

Uma trama empolgante

Na trama, para eliminar a  ameaça representada por uma bateria de artilharia alemã, que dificultava a conquista da formidável fortaleza – e da cidade de Metz, o General Patton incumbe uma tropa da sua confiança, desde as operações no norte da África, o Agrupamento Tango, da tarefa de suprimir aquela unidade inimiga.

Para cumprir a missão, essa tropa, na verdade um esquadrão de reconhecimento mecanizado, teria de infiltrar-se na cidade ocupada, identificar e reconhecer o local exato dos canhões, destruí-los com explosivos e retornar ás linhas americanas.

No prosseguimento da estória, o autor narra as peripécias do Agrupamento Tango na retaguarda do inimigo, ao mesmo tempo que os alemães tentam localizá-los. Um oportunista e intuitivo comissário da Gestapo descobre sua intenção e elabora um audacioso plano para capturá-los e comprar sua saída da cidade sitiada. Nessa investigação, acaba por envolver membros da Resistência Francesa. Os americanos terminam capturados, após uma série de diligências.

A seguir, uma série de eventos e combates conduzem ao clímax da narrativa, quando o autor introduz um ambicioso capitão das SS e sua tropa de renegados, o que levará a uma guinada nos acontecimentos, que poderá redundar em um final catastrófico para os americanos.

O autor

Essa surpreendente obra foi escrita por Charles Whiting (1926-2007), um produtivo escritor britânico. Autor de mais de 350 obras, muitas delas sob vários pseudônimos, Whiting explorou os gêneros de ficção, como no presente livro e, também, o de não-ficção, com centenas de obras sobre a II Guerra Mundial e outros conflitos.

Muitos de seus livros foram traduzidos para o português e são conhecidos do público brasileiro, em particular dentre os apreciadores da História Militar.

Na coleção “História Ilustrada da 2ª Guerra Mundial”, da Editora Renes, foi autor de três volumes: “Patton”, “Skorzeny” e “Invasão da Alemanha – destruição no Ruhr”.

Outro exemplo é o clássico “Gehlen, um gênio da Informação”, publicado no Brasil pela Bibliex, em 1976.

Operação suicida massacre em Metz: ficção plausível

Graças ao profundo conhecimento histórico do autor, evidenciado pela sua notável produção literária sobre o fronte ocidental e seus principais líderes, o fio condutor da narrativa reveste-se de informações apuradas sobre as unidades envolvidas na batalha por Metz; sobre as armas, materiais e equipamentos utilizados por ambos os contendores; e, sobretudo, por uma realística interpretação da personalidade, dos hábitos e do gênio militar do General Patton, personagem central da trama.

Uma coleção formidável

O livro “Operação suicida – massacre em Metz” é o 14° volume da Coleção Livros de Bolso – Guerra & Espionagem, dos editores portugueses “Publicações Europa-América”.

Essa coleção reúne obras de ficção e não-ficção, de autores como Alistair MacLean, James Michener, Paul Brickhill, C. S. Foster, Alain Paris e outros. Possui mais de 70 títulos, e pode ser adquirida em alguns livreiros portugueses, (exemplares novos), e em sebos e alfarrábios, no Brasil e em Portugal.

Infelizmente, para os entusiastas dessa coleção de livros de bolso, a Editora Europa-América fechou suas portas em dezembro de 2019.

Não perca:

OPERAÇÃO SUICIDA – MASSACRE EM METZ

Publicações Europa-América

Mem Martins – 1984

Edição disponível somente em sebos, na Estante Virtual (Link no nome do livro, acima).

Operação suicida – massacre em Metz

1 comentário em “Operação suicida – massacre em Metz”

Deixe um comentário

6 + oito =