The Vietnam War

Mais um livro ilustrado com o selo da “Smithsonian Institution”, a obra “The Vietnam War – The Definitive Illustrated History” abrange toda a questão vietnamita, desde a resistência aos franceses até a reunificação do país.

O livro encaminha o leitor através dos eventos marcantes daquela guerra sob a ótica norte-americana, porém sem deixar de abordar temas sensíveis e que lhe são desagradáveis e, nas palavras  do curador do Smithsoniam National and Space Museum,  Robert Van Der Linden, “sem hesitar em contar a história, sem importar quão difícil ou dolorosa seja”.

Ritmo de série

A diagramação e a riqueza de meios visuais das obras ilustradas da Smithsonian oferecem aos leitores uma experiência única, como se estivessem assistindo a uma série na TV, tal a integração entre o texto e as imagens.

Cada capítulo contém uma linha do tempo detalhada e seus artigos abordam eventos políticos, diplomáticos e sociais, além das batalhas, que recebem maior ênfase. Mapas, ilustrações, infográficos e fotografias bem escolhidas contribuem para o perfeito entendimento do ambiente, das forças em disputa, da vida da população e dos combates.

Artigos versando sobre equipamentos militares, como aeronaves, helicópteros, armas individuais, veículos, blindados, artilharia, uniformes, e os mais variados itens, ao lado de outros, acerca de diversos aspectos da guerra, como a rotina dos combatentes, o recrutamento, os aliados dos EUA no conflito, a luta nos túneis, a guerra naval e ribeirinha, as mulheres combatentes vietnamitas, o fronte doméstico americano, os personagens principais do conflito, de ambos os lados e, até, depoimentos de testemunhas presenciais dos eventos, tudo confere à obra um ritmo de documentário cinematográfico.

Soldados da 1a Divisão de Cavalaria dos EUA na Batalha de Ia Drang

Estrutura da obra

O primeiro capítulo do livro remete aos anos da colonização, com a criação da Indochina Francesa. Em seguida, aborda a ocupação japonesa do Vietnã, a breve independência após a partida dos nipônicos, a Primeira Guerra da Indochina, contra os franceses, a vitória de Ho e Giap em Dien Bien Phu e os acordos de Genebra, que instituem um país dividido.

O segundo capítulo apresenta o envolvimento dos EUA, sob Kennedy, a guerrilha do Vietcong, o governo de Diem, a  atuação dos conselheiros e boinas-verdes americanos, a crise política no Vietnã do Sul, o aumento do comprometimento norte-americano com Lyndon Johnson e  o Incidente do Golfo de Tonquim.

No capítulo seguinte, o conteúdo da obra recai sobre os anos iniciais da Guerra Americana do Vietnã. A Batalha de Ia Drang, a Operação Rolling Thunder, a estratégia de busca e destruição, o perfil de Westmoreland, a mobilidade aérea proporcionada pelos helicópteros, aspectos da vida dos soldados americanos no Vietnã, o soldado afro-americano, as diversas batalhas no Vietnã do Sul, a Trilha Ho Chi Minh, a Guerra Química, as operações aerotransportadas e com blindados são relatadas. O Exército do Vietnã do Norte e o início dos protestos e ações contra a guerra, nos Estados Unidos também são apreciados neste capítulo.

O quarto capítulo, denominado “ponto de virada”, aborda a Ofensiva do Tet, a atuação da mídia na guerra, as batalhas de Hue e Khe Sanh, o início das negociações de paz, os imensos protestos, a desistência de Johnson e a eleição de Richard Nixon.

Em a “Guerra de Nixon”, como é chamado o quinto capítulo, são apresentados a ideia da “Vietnamização”, a sucessão de Westmoreland por Abrams, a luta em “Hamburger Hill”, o massacre de My Lai, a incursão no Camboja, a questão dos prisioneiros de guerra americanos no Vietnã do Norte,  e o teste da Vietnamização, com o ataque sul-vietnamita à Trilha Ho Chi Minh, no Laos.

 O capítulo a seguir trata da Ofensiva da Páscoa, em 1972; da Operação Linebacker I; do avanço das conversações em Paris, com o duelo entre Kissinger e Le Duc Tho; do bombardeio de Natal, ainda em 1972; e, por fim, do acordo de paz, do cessar-fogo sem a retirada das tropas do norte do Vietnã do Sul e o repatriamento dos prisioneiros e guerra norte-americanos.

No último capítulo, a quebra do cessar-fogo entre o norte e o sul, a ofensiva final do norte, a evacuação e a queda de Saigon são abordadas, ao par das vitórias do Khmer Vermelho, no Camboja, e do Pathet Lao, no Laos. O Incidente do Mayaguez, o Vietnã reunificado sob um estado comunista, a Indochina no século XXI, os impactos da guerra na sociedade e política externa norte-americanas, bem como a memória do conflito, os veteranos de guerra e a visão da guerra na cultura popular dos EUA encerram esse excelente trabalho.

Artilharia dos Marines em Khe Sanh

“The Vietnam War”

A primeira edição dessa obra foi lançada em 2017, pela DK Publishing (Dorling Kindersley).

Para os que desejam se aprofundar na Guerra do Vietnã, trata-se de um recurso muito valioso, que possibilitará a visualização dos múltiplos aspectos do conflito, graças à sua abrangência e detalhamento.

O livro, finamente encadernado, com capa dura e no tamanho 30×26 cm, tem 360 páginas, impressas em papel de alta qualidade, que permitem a visualização das fotografias, imagens, mapas, gráficos e ilustrações com grande nitidez.

Para encomenda, o preço é relativamente alto (aproximadamente R$250,00).

Dica: na livraria Books-a-Million, do Sawgrass Mills, em Sunrise, próximo a Fort Lauderdale, na Flórida, local de compras conhecido pelos brasileiros, esse livro pode ser encontrado por menos de US$20.

Um livro indispensável:

THE VIETNAM WAR

DK Publishing

New York – 2017

Disponível na AMAZON (Link AQUI)

The Vietnam War

Deixe um comentário

vinte − dezoito =